quinta-feira, 31 de outubro de 2013

8ª Jornada (02-11-2013)

Salgueiros 08 vs Boavista FC
Estádio Municipal Prof. Vieira de Carvalho
15 horas - Maia

domingo, 27 de outubro de 2013

Vila Flor 2-3 Boavista

 
 
 
 
O Boavista regressou as vitórias, depois do empate caseiro cedido frente ao Freamunde na passada quarta-feira, batendo a equipa do Vila Flor.

Petit promoveu várias alterações para este jogo, trocou os dois laterais, o extremo esquerdo e o avançado centro, destas mexidas, apenas Julian justificou a aposta. O Boavista realizou um jogo pobre, com uma primeira parte mais bem conseguida que a segunda, mas sem deslumbrar. Os axadrezados iniciaram bem o jogo, com Julian em bom plano, muito solicitado, teve algumas oportunidades de golo nos seus pés, mas continua a pecar na finalização. O Boavista adiantou-se no marcador, por intermédio de Pedro Navas, que realizou mais um grande jogo junto com Carraça, na sequência de um pontapé de canto. A vantagem durou poucos minutos, num livre directo a entrada da área, o Vila Flor empatava. O Boavista quebrou um pouco, arrastando-se até ao intervalo.

Para a segunda parte Petit, fez entrar Théo Mendy para a frente do ataque, juntando-se a Fary. Na procura do golo, criou algumas situações de perigo, mas com Fary muito desinspirado e José Manel lento, o golo tardava. Théo viu o guarda redes negar-lhe o golo, quanto apareceu isolado. Carraça num remate de ressaca, colocava o Boavista na frente, após sucessão de falhanços, com um remate potente e colocado, não deu hipóteses de defesa. O jogo abrandou, o Boavista aos poucos foi empurrado para o seu meio campo, o arbitro com um critério gritante, adoptado para a segunda parte, permitia bolas paradas bombeadas para a área axadrezada, mas com Ricardo Silva a comandar e dar o exemplo mantinha a defesa intransponível. O golo da tranquilidade, pensávamos na altura, apareceu dos pés do defesa do Vila Flor que fez o melhor golo do encontro, ao fazer um chapéu perfeito ao seu guarda-redes. Ao tentar evitar que Julian se isola-se, em esforço faz o corte, perto do centro do campo, fazendo o 1-3. Quase de imediato, o Vila Flor reduz, num ataque pela esquerda onde Miguel Cid, defesa direito adaptado para a segunda parte por Petit, estava deslocado, aproveitaram para furar a defesa boavisteira, para chegar ao golo. Até ao final do jogo, chuveirinho proporcionado pela equipa de arbitragem, mas os jogadores do Boavista estiveram concentrados e com disponibilidade.

Mais uma vitória, sem jogar bonito, abusam do jogo directo, que só resulta quando Théo Mendy está em campo, mas a garra dos jogadores esconde deficiências de jogo. 

Jogaram: Tiago Pinto, Pedro Costa (Théo Mendy 46'), Ricardo Silva, Carlos Santos, Afonso, Carraça, Pedro Navas, Miguel Cid, José Manuel (Yuanyi Li 70') ,Julian  e Fary (Luis Neves 79').

Golo: Pedro Navas ; Carraça ; Defesa VilaFlor(AG)

Boavista até Morrer...

Texto: José Pedro - Fotos: Mário Pereira

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Boavista 1-1 Freamunde

 
 
 
 
Esta noite, o Boavista recebeu o Freamunde, em jogo de atraso referente a 2ª jornada. 

O inicio do jogo prometeu, rápido com muita disputa de bola, logo ao 2º minuto de jogo Théo Mendy, com um excelente trabalho desembaraçando-se de vários adversários, em boa posição, pecou no remate, saindo fraco. Aos 5 minutos, o Freamunde chegou a vantagem na conversão de uma grande penalidade, cavada pelo seu avançado, mas o critério do arbitro nesse lance, manteve-o todo jogo. Dois minutos depois o Boavista empatava, um livre superiormente marcado por Carraça. O jogo estava bom, com algumas situações de perigo para ambas as equipas, com um Freamunde a não remeter-se a defesa. Théo teve um bom remate de cabeça que saiu ao centro da baliza, que o guarda-redes desvio com dificuldades. O Boavista podia ter chegado a vantagem, quando um corte defeituoso do defesa do Freamunde engana o seu guarda-redes que sairá da baliza, mas teve ainda rapidez para recuperar a sua posição e salvar a bola em cima da linha de golo. O Freamunde teve a sua melhor oportunidade quando, num falhanço da defesa boavisteira após um canto a seu favor, perdendo a bola, originando que o avançado do Freamunde se isola-se mas Tiago Pinto, com uma excelente defesa, impede o golo dos visitantes. 

A segunda parte, foi mais fraca, com um Freamunde a acusar o desgaste do jogo da taça no ultimo fim de semana, mas o Boavista não conseguiu capitalizar nos momentos em que foi superior. A defensiva boavisteira nesta noite, esteve uns furos abaixo, tendo Carraça e Pedro Navas, segurado as pontas. Na frente, Théo Mendy, mostra-se cada vez mais consistente e com uma condição física invejável. Um empate justo, face ao que as duas equipas produziram, afastando-se ainda mais da concorrência.

Jogaram: Tiago Pinto, Cláudio Lopes, Ricardo Silva, Carlos Santos, Hugo Costa, Carraça, Pedro Navas, Miguel Cid (Rui Gomes 73'), Yuanyi Li (João Beirão 55'),José Manuel (Bobô 84')e Théo Mendy.

Golo: Joel 5' (G.P.) e  Carraça 7'.

Boavista até Morrer...

Texto: José Pedro - Fotos: Mário Pereira

domingo, 13 de outubro de 2013

Boavista vs Gondomar (Penalty João Beirão)

Boavista 1-0 Gondomar

 
 
 
 
 
 
 
Hoje, o Boavista recebeu e venceu o Gondomar 3º classificado, num jogo emocionante, com incerteza no resultado até ao último minuto de descontos.

A primeira parte, começou a todo gás com as duas equipas dispostas a marcar cedo, Li esteve perto de o fazer praticamente no 1º minuto, mas o remate saiu fraco. O Gondomar respondeu com um remate de fora da área, na ressaca, a bola passou perto do poste de Tiago Pinto.
O jogo estava rápido, com situações de relativo perigo em ambas balizas e nenhuma equipa conseguia superioriza-se, com o Gondomar a discutir o jogo. Ao passar da 1/2 hora de jogo, equipas assentaram e deram-se as marcações, arrastando-se até ao intervalo.

A equipa axadrezada tinha guardado o melhor para a segunda parte, com uma entrada demolidora, duas situações de golo logo abrir, quase tiradas a papel químico, primeiro Carraça na marcação de um pontapé de canto curto vê a bola a ser desviada pelo guarda-redes do Gondomar, a "bomba" aplicada a entrada da área; Julian não quis ficar atrás e num remate poderoso, viu a bola rasar o poste contrário. Era o domínio da equipa do Bessa, que o Gondomar tentou quebrar não com futebol, mas com perdas de tempo, foi então que aparece em jogo o juiz da partida, ao admoestar Julian com 2 amarelo, correspondente vermelho, por alegadamente ter forçado a queda numa disputa de bola, num contra-ataque axadrezado. O juiz, não esperava ver a revolta de Julian para com este, que se sentiu injustiçado, face a tal castigo. Os ânimos aqueceram, face a tal decisão, isto num critério largo demonstrado até ai.
O Boavista não se descontrolou e continuava a apostar nos 3 pontos, o Gondomar subiu um pouco no terreno e já chegava perto da área do Boavista, mas sem criar perigo. Petit mexeu e bem nas peças que tinha a sua disposição fazendo entrar José Manuel e João Beirão, para deixar a equipa respirar atrás e trazer qualidade de posse de bola na frente. Théo mais uma vez, um quebra-cabeças para os defesas adversários, com grande disponibilidade, era o ponto de referência na frente para os defesas axadrezados. O golo seria obtido na marcação de uma grande penalidade, convertido por João Beirão, castigo marcado por claro agarrar do defesa do Gondomar a João Beirão. O Boavista a vencer com a confiança que demonstrava, não deixaria fugir a vitória, mesmo estando em inferioridade numérica. O golo da tranquilidade, poderia ter chegado pelos pés de José Manuel, após excelente trabalho de João Beirão que serviu  José Manuel na pequena área, com um pormenor de classe tira o adversário da frente e perante a saída do guarda-redes do Gondomar, vê a bola tirada na altura do remate, atirando para canto. Até ao final do jogo o Gondomar não criou nenhum perigo e apesar do anti-jogo feito pelo Gondomar na 1ª parte, eram escusadas as bolas no terreno de jogo. 

Uma vitória justíssima, que premeia o esforço de todos os jogadores, que tiverem bem acima, dos últimos jogos. Qualidade há, falta manter nível exibicional em todos os jogos.

Jogaram: Tiago Pinto, Cláudio Lopes, Ricardo Silva, Carlos Santos, Hugo Costa, Carraça, Pedro Navas, Miguel Cid (José Manuel 65'), Julian (expulso 62'), Li (João Beirão 85') e Fary (Théo Mendy 59').

Golo: João Beirão 88'.

Boavista até Morrer...

Texto: José Pedro - Fotos: Mário Pereira

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

domingo, 6 de outubro de 2013

Perafita 0-2 Boavista

  
 
 
 
 
Hoje, em tarde solarenga, o Boavista bateu o Perafita sem dificuldade, perante um adversário claramente inferior.

O Boavista no inicio do jogo, não conseguia exercer o seu domínio, havia muita disputa e pouco futebol, com a equipa da casa a ser recorrente nas faltas. Para este jogo, Petit apostava claramente no jogo direto, com a entrada de Théo Mendy no onze titular, jogando entre os centrais do Perafita, ganhando muitas bolas, mas algo desapoiado. A primeira parte foi fraca, dominada pelos axadrezados, mas sem criar oportunidades de golo e dos lances de bola parada (cantos) que foram muitos, não originaram perigo. Não fosse Li a aparecer em jogo, após boa condução do ataque por Théo, Li não hesita e num remate cruzado desde fora da área, abre o marcador, já perto do intervalo.

O inicio da segunda parte, mais do mesmo, jogo muito confuso, muita disputa e com um Perafita mais agressivo, o Boavista não conseguia explanar o seu jogo. A defesa axadrezada estava acertada, não dando espaços aos avançados da casa, mas o jogo direto boavisteiro não estava a resultar. Petit mexeu então, no xadrez, entrando jogadores com outras características (José Manuel e João Beirão) passando a jogar mais na área adversária. José Manuel apareceu no segundo poste, para confirmar o melhor período e a vitória boavisteira. O Perafita era inofensivo e a permanência do Boavista na liderança inevitável, tempo ainda para João Beirão mostrar-se em dois lances, mas pecou em finalizações difíceis.

Mais uma vitória do nosso Boavista, perante um adversário que lutara por outros objectivos, fica a ideia que poderia ter jogado melhor, mas o pragmatismo com que a equipa tem jogado esta a trazer frutos, também graças com consistência defensiva, sendo Ricardo Silva, o seu esteio. Nota: para a presença maciça dos axadrezados, preenchendo a bancada reservada, não deixaram de apoiar a equipa do BOAVISTA !!!!

Jogaram: Tiago, Cláudio, Ricardo Silva, Frechaut, Hugo Costa, Carraça, Pedro Navas, Miguel Cid, Julian (Rui Gomes 86'), Li (João Beirão 74') e Théo Mendy (José Manuel 70').

Golos: Li 40' e José Manuel 85'.

Boavista até Morrer...

Texto: José Pedro - Fotos: Mário Pereira

quinta-feira, 3 de outubro de 2013