terça-feira, 28 de dezembro de 2010

As equipas do Boavista FC fora no ano 2010

(Época 2010/2011)


Sp. Espinho vs Boavista (26-09-2010) [1-1]

Tondela vs Boavista (10-10-2010) [1-0]

Anadia vs Boavista (31-10-2010) [0-4]

UD Serra vs Boavista (07-11-2010) [1-2]

Sertanense vs Boavista (28-11-2010) [2-0]

Gondomar vs Boavista (08-12-2010) [2-0]

Eléctrico vs Boavista (19-12-2010) [1-2]

domingo, 26 de dezembro de 2010

As equipas do Boavista FC em casa no ano 2010

(Época 2010/2011)

Boavista vs Cesarense (22-09-2010) [2-2]

Boavista vs A.Lordelo (03-10-2010) [1-1] 

Boavista vs Tourizense (23-10-2010) [1-0]


Boavista vs Sp. Pombal (13-11-2010) [3-0]


Boavista vs Coimbrões (04-12-2010) [3-0]


Boavista vs Padroense (13-12-2010) [1-3]


Balanço da presente época 2010/2011 (13 jogos realizados)
6 jogos em casa: 3 Vitórias, 2 Empates e 1 Derrota
7 jogos fora: 3 Vitórias, 1 Empates e 3 Derrotas

Fotos extraídas do TREZE

domingo, 19 de dezembro de 2010

Eléctrico 1-2 Boavista







O Boavista bateu o Eléctrico último classificado da 2ª Divisão Centro por 2-1.
A estratégia do Boavista passava por ter posse de bola e abrir espaços na defesa contrária para chegar ao golo. O Eléctrico dava o domínio do jogo ao Boavista e procurava através de lançamentos longos surpreender a defesa Boavisteira.
Na primeira parte o Boavista teve várias oportunidades para criar um resultado volumoso, mas foi muito perdulário. O Eléctrico chegaria ao 1-0 através de um contra-ataque que apanhou a defensiva Boavisteira desatenta. O empate surgiu 2 minutos depois, através de Beré num pontapé de canto. Até ao final da primeira parte o Boavista ainda dispôs de mais algumas oportunidades, mas sem a melhor conclusão.
Chegava o intervalo com um empate a 1-1 penalizando a formação do Bessa.

A segunda parte iniciou com um ritmo mais lento, e sem tantas oportunidades de golo. O Boavista dava mostras de alguma intranquilidade no sector defensivo, sendo Mário Loja o único a estabilizar o centro da defesa boavisteira. Com a lesão de Leo Bonfim e Ribeiro o Boavista passou a jogar com 4 defesas. O Boavista continuava a criar oportunidades claras de golo mas, os avançados não se mostravam inspirados. O Eléctrico cada vez mais acreditava em obter um resultado positivo e por duas ocasiões teve próximo de obtê-lo, com duas situações claras de golo.
Já perto do final apareceu finalmente o golo da vitória do Boavista através do perdulário Beré, de cabeça finalizou da melhor forma um excelente cruzamento de Paulo Campos.
Uma vitória sofrida contra uma equipa muita fraca, o Boavista apesar das oportunidades falhadas criou volume de jogo para sair com outro resultado. Uma nota para a intranquilidade da defesa axadrezada demonstrada durante os 90 minutos.   O mais importante foi o regresso as vitórias, finalizando o ano com uma vitória.

 
Vídeo do 1º golo de Beré: http://www.youtube.com/watch?v=33YD_qHbIco

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Boavista 1-3 Padroense




Esta noite o Boavista perdeu em casa com o Padroense, sofrendo assim a sua 2ª derrota consecutiva. 
O Boavista mais uma vez apresentou-se com muitas alterações, saiu desta feita (Vítor Golas, Leo Bonfim e Renato Queirós) entrou para os seus lugares (Tó Ferreira, Hélio e Nuninho). De referir que Beré nem no banco se sentou.
O Boavista entrou em jogo de forma habitual a tentar jogar e procurar espaços nas linhas intermédias da equipa adversária. Teve algumas jogadas de bom entendimento antes de chegar ao golo. O golo foi o culminar de uma grande jogada da equipa, onde apareceu Paulo Campos a finalizar após excelente cruzamento de Ribeiro.
O Padroense só por bolas paradas chegava a área boavisteira, e após sucessão de vários cantos chegaria ao golo do empate. O Boavista acusou um pouco e só perto do final da primeira parte voltou a ter oportunidades de golo, que foram desperdiçadas pelos avançados.
Para a segunda parte e quando o jogo estava em fase de decisão, através de um livre descaído na lateral surgiu o 2º golo do Padroense, após desvio ao primeiro poste.
O Boavista como seria de esperar foi para cima do adversário e teve 2 grandes oportunidades através de Hélio e Ruizinho. Tendo Ruizinho a melhor oportunidade, pois teve a baliza completamente aberta, sem nenhuma oposição.
As substituições partiram completamente o jogo, não sendo surpresa o 1-3 de contra-ataque mas poderia ter surgido antes, face ao risco assumido. As substituições foram infelizes e se calhar não foram as melhores, em nada melhoraram o jogo do Boavista.
Uma derrota frente a uma equipa claramente inferior a do Boavista, mas que devido a ineficácia e também as sucessivas alterações de jogadores impostas pelo treinador , ditaram este resultado.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Gondomar 2-1 Boavista





O Boavista entrou bem no jogo, dominando por completo o adversário. Na primeira parte apenas o Boavista rematou a baliza, sendo Vítor Golas um mero espectador.
A equipa criava situações de aperto na área adversária, ganhava numerosos pontapés de canto mas não conseguia chegar ao golo. O Gondomar não conseguia jogar e tentava não deixar jogar o Boavista, recorrendo sucessivamente a faltas que não eram castigadas com o respectivo cartão.
Chegava o intervalo 0-0, penalizador para a equipa boavisteira, equipa superior e única a querer jogar.
Na segunda parte o Boavista fez entrar Beré e Rui Lopes para os admoestados Renato Queirós e Baptista. O jogo estava menos emotivo e sem situações de perigo, quando do nada apareceu o golo do Gondomar, o jogador da casa conseguiu isolar-se pouco depois do meio campo e bateu o guarda-redes boavisteira, que ainda tocou na bola.
O Boavista procurava mandar novamente no jogo, mas continuava a pecar na finalização, Paulo Campos por duas vezes teve o golo a mercê. No segundo remate a baliza do Boavista, e resultante de um ressalto aparece um remate indefensável cheio de técnica talvez pelo jogar menos tecnicista em campo.
Até ao final só deu Boavista, que tentou contra tudo e contra todos (estamos a falar do arbitro claro).  Chegou ao 2-1 por intermédio Diogo Teixeira, mas não conseguiu no entanto chegar ao empate. A equipa lutou até ao último apito “dourado” do jogo.
Esperemos que a Federação tenha a gentileza de nomear este árbitro, para apitar um jogo do nosso Boavista no Bessa, porque das duas vezes que ele nos apitou fora, mostrou ser um árbitro “caseiro”. 
Nota para os Boavisteiros mais uma vez afluência em bom número a Gondomar, onde foram incansáveis no apoio ao mágico xadrez.
Vídeo da Expulsão do Diogo Teixeira:
http://www.youtube.com/watch?v=euLqyUzstT0

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

sábado, 4 de dezembro de 2010

Boavista 3-0 Coimbrões



Esta tarde o Boavista regressou as vitórias, desta feita levou de vencida a equipa de Coimbrões.
O Boavista apresentou algumas alterações face ao último jogo, entraram Ribeiro, Cadinha, Joel e Renato Queiroz para os lugares dos habituais titulares Hélio e Beré (por castigo), Emerson (lesão) e Fabinho (opção).
 A equipa entrou bem no jogo, mas a primeira oportunidade de golo foi da equipa do Coimbrões que obrigou Vitor Golas a defesa da tarde. Em resposta o Boavista chegou ao 1-0 após grande jogada colectiva concluída de forma exemplar por Renato Queirós.
Após o golo o Boavista deu a iniciativa do jogo ao Coimbrões, mas tentando sempre sair a jogar para o ataque. O Coimbrões acercava-se da grande área boavisteira mas sem criar perigo.
Para a segunda parte o Boavista fez entrar Fabinho para o lugar de Ribeiro e Nuninho para o lugar de Rui Lopes. Estas entradas faziam prever um meio campo mais “mole” e que poderia traduzir-se numa menor capacidade defensiva.
Mas tal não veio acontecer porque o Boavista pressionava mais alto, obrigando o Coimbrões a jogar directo facilitando o trabalho da defesa boavisteira. O Boavista começava a criar perigo, e através da marcação de um livre, finalizado de cabeça por Mário Loja colocava a equipa da casa a ganhar por 2-0.
O Boavista a vencer por dois, jogava a seu belo prazer criando várias situações de perigo, chegaria sem surpresa ao 3-0 por Paulo Campos.
Até ao final do jogo o Boavista criou mais algumas oportunidades, mas que não foram concretizadas. Uma boa exibição colectiva, premiada com um excelente resultado.

Vídeos:
2º golo http://www.youtube.com/watch?v=9A6scyfhtF0
3º golo http://www.youtube.com/watch?v=XKoz9gIR6NU

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

domingo, 28 de novembro de 2010

Sertanense 2-0 Boavista





Esta tarde o Boavista sofreu a 2ª derrota no campeonato, perdendo também dois jogadores para o próximo desafio.
O Boavista entrou em jogo com uma estrutura mais defensiva do que o habitual, com a entrada de Leo Bonfim, em detrimento Paulo Gomes. Diogo Leite passou assim para o meio campo.
O início do jogo justificava a opção tomada por Rui Ferreira, num relvado muito pobre onde não se jogava futebol, as equipas apostavam no jogo directo e nas bolas paradas.
O momento e homem do jogo pela negativa, foi Hélio que foi expulso após agressão a um jogador do Sertanense. O Sertanense pouco tempo depois chegou ao golo. O Boavista perto do intervalo, chegou ao golo por intermédio de Paulo Campos mas invalidado pelo arbitro assistente por “suposto fora-de-jogo”, no “campo” deixou algumas dúvidas.
Na segunda parte, nada se alterou o Boavista procurava criar algum perigo na área adversária mas sem qualquer resultado. O Boavista sofreria o 2º golo no início da segunda parte numa jogada de contra-ataque.    
Destaque ainda para a 2ª expulsão do jogo, de Beré por acumulação. Mais uma infantilidade, entrada faltosa sobre o guarda-redes da equipa da Sertã.
Até ao final do jogo, os jogadores do Boavista tentaram dignificar ao máximo as camisolas que envergam mas não conseguiam diminuir a desvantagem. O Sertanense com mais 2 jogadores, continuava a mostrar que não era equipa para vencer o Boavista, e que a 1ª expulsão deitou por terra a continuação da senda das vitórias.
Apenas duas notas, uma para a presença em grande número de adeptos boavisteiros nesta longa deslocação e para o preço exorbitante dos bilhetes. Não é possível pagar 9 € para um “estádio” onde até a nossa equipa B joga em melhores relvados.
Pensava que a guerra era nas favelas do Rio de Janeiro, mas afinal também havia na Sertã face a presença da GNR (mais parecia a cimeira da Nato). Se a intenção era intimidar os adeptos Boavisteiros, essa missão é impossível.
Próximo jogo é para voltar as Vitórias.

ATÉ MORRER….

terça-feira, 16 de novembro de 2010

9ª Jornada (28-11-2010)

Sertanense vs Boavista FC 


      Campo de jogos Dr.Marques dos Santos - 15 horas

domingo, 14 de novembro de 2010

Boavista 3-0 Sporting de Pombal

 
 

Passado sábado o Boavista conquistou mais uma vitória, a 4ª consecutiva agora frente ao Sporting de Pombal.
O Boavista com o esquema de jogo habitual de 3 centrais, dominou o jogo do 1º ao último minuto. A equipa está confiante e tranquila, trocando a bola por todos os sectores, não se precipita na procura do golo.
O primeiro golo apontado por Paulo Campos após investida de Rui Dolores materializada a superioridade da equipa axadrezada. O Pombal não conseguia reagir, e o segundo golo de Béré na conversão de uma grande penalidade deitava por terra qualquer esperança da equipa adversária em discutir o resultado.
Na segunda parte, o jogo reatou com um ritmo bastante baixo e apenas a meio da segunda parte o Boavista voltou a carregar. Criava numerosas oportunidades de golo mas não se traduziam em golos, apenas uma excepção o 3-0 marcado por Diogo Leite, na sequência de um canto.
Uma vitória que se pode juntar uma excelente exibição, a 1ª em casa.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

domingo, 7 de novembro de 2010

União da Serra 1-2 Boavista






Esta tarde o Boavista levou de vencida o UD Serra, somando assim a 3ª vitória consecutiva.
O Boavista apenas com uma alteração em relação ao último jogo, a entrada de Béré em detrimento de Ruizinho. O Boavista entrou bem no jogo dando mostras de ser uma equipa superior, personalizada e objectiva chegou ao 1º golo aos 30m por intermédio de Béré finalizando uma investida do inspirado Rui Dolores.
A ganhar o Boavista baixou o ritmo de jogo, deu a posse de bola ao adversário mas espreitava os espaços deixados pela defesa contrária, com rápidos contra-ataques.
Já perto do intervalo após a cobrança de uma bola parada junto a bandeirola de canto, o UD Serra chegou ao empate na única ocasião de perigo numa falha tremenda do guarda-redes Boavisteiro Golas.
Na segunda parte, o jogo parecia que estava condenado a um empate fase a apatia geral, quando apareceu uma arrancada de Béré desde o meio campo ganhando em velocidade a defesa da casa ofereceu o golo a Diogo Fonseca, que tinha entrado ao intervalo para o lugar de Paulo Campos.
O Boavista com uma defesa muito compacta com a entrada de Léo Bonfim para o lugar de Paulo Gomes, o UD Serra não criou nenhuma ocasião de perigo.
Uma vitória importante que coloca o Boavista nos primeiros lugares da tabela. Uma alegria a todos os apoiantes do nosso clube que ansiavam ver o Boavista lutar pelos primeiros lugares mesmo sabendo que não poderá subir.

terça-feira, 2 de novembro de 2010