domingo, 30 de outubro de 2011

2º Golo Boavista - Filipe Babo

Paredes 0-2 Boavista

  
 
 
 
 
 
 
O Boavista venceu hoje por 2-0 o Paredes, num jogo onde o Boavista foi claramente superior.
Desde o apito inicial, o Boavista assumiu o jogo e procurou marcar cedo, mas não conseguia criar oportunidades claras de golo apesar da supremacia demonstrada no relvado. O Paredes teve algumas situações de relativo perigo, face alguma passividade da defesa boavisteira.  
Mário Silva não contente com a produção, já apresentada em jogos anteriores por Renato Queirós, fez entrar Leandro que trouxe outra vivacidade ao ataque axadrezado. Pedrinho bem apoiado por Kadinha provocava vários desequilíbrios na defesa do Paredes. Numa dessas jogadas de bom entendimento Pedrinho desembaraçou-se do seu adversário e bateu o guarda-redes da casa, já perto do intervalo.
Na segunda parte, praticamente nada se alterou o Boavista mantinha o controlo do jogo, procurando o golo da tranquilidade. O segundo golo apareceria na conversão de um pontapé de canto, onde Filipe Babo ao 1º poste cabeceia para golo.
O Paredes teve algumas oportunidades de golo, mas Hugo Magalhães apresentou-se sempre atento. O terceiro golo esteve perto quando Pedrinho isolado viu o poste negar-lhe o golo.
Uma vitória importante, que desta feita junta o resultado a exibição.
Jogaram: Hugo Magalhães, Steven, Hélio, Filipe Babo, Machado, Joel, Kadinha, Renato Queirós (Leandro), Paulo Campos (c) (Wilsinho), Pedrinho (Claúdio), e Fary.
BOAVISTA SEMPRE ACREDITAR!

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

domingo, 23 de outubro de 2011

1º Golo Boavista - Renato Queirós

Boavista 3-0 Madalena


Esta tarde o Boavista bateu o Madalena equipa Insular por 3-0, mais um jogo onde a exibição não condiz com o resultado.

Um jogo muito fraco, onde a equipa axadrezada pouco vez para justificar a vitória por estes números. Na primeira parte o Boavista apresentou-se muito passivo, não criando nenhuma ocasião clara de golo, mas chegaria ao intervalo a ganhar após desvio de Renato Queirós, num pontapé de canto já perto dos 45m.
Na segunda parte, nada se alterou o Boavista jogava a um ritmo lento e o Madalena procurava o golo do empate. As substituições efectuadas conscientemente ou não, fizeram o Boavista recuar dando a iniciativa de jogo ao Madalena, mas nos últimos 15m o Madalena dispôs de oportunidades flagrantes de golo mas, por ineficácia dos seus avançados não conseguiu chegar ao empate. A velha máxima veio ao de cima “quem não marca sofre”, aparecendo outra vez do nada o segundo golo boavisteiro através de Cláudio, após um deslize incrível da defesa do Madalena. O 3-0 já nos 90m foi marcado por Filipe Babo após mais um canto.
Um jogo onde sem dúvida o mais importante foi vencer, mas as exibições da equipa nos últimos jogos deixa antever muitas dificuldades para o futuro.

Jogaram: Hugo Magalhães, Steven, Hélio, Filipe Babo, Machado, Joel, Kadinha, Renato Queirós (Cláudio), Paulo Campos (c), Pedrinho (Ermeson), e Fary (Leandro).

Boavista até Morrer...

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Análise das Épocas de 2010/11 vs 2011/2012 (As primeiras 5 Jornadas)

Época 2010/11
……
…….
Pontos
Boavista
2-2
Cesarense
1
Espinho
1-1
Boavista
1
Boavista
1-1
A.Lordelo
1
Tondela
1-0
Boavista
-
Boavista
1-0
Tourizense
3
5 Jornadas:
E E E D V
6
Época 2011/12
Coluna1
Coluna2
Pontos
Boavista
1-1
A.Lordelo
1
Boavista
0-0
Coimbrões
1
Gondomar
0-1
Boavista
3
Espinho
2-0
Boavista
-
Boavista
3-0
Operário
3
5 Jornadas:
E V E D V
8

Na época de 2010/2011 ocupávamos a 8ª posição a 6 pontos do primeiro classificado (Tondela e Sertanense com 12 Pontos)
Na época actual ocupámos a 4ª posição a 7 pontos do primeiro classificado 
(Tondela com 15 pontos)

Boavista até Morrer...

domingo, 9 de outubro de 2011

Vídeo da falta e Penalty Hélio

Boavista 3-0 Operário



O Boavista regressou às vitórias, ao bater o Operário (equipa dos Açores).

Um resultado indiscutível que demonstra a diferença das 2 equipas, mas onde a exibição ficou muito aquém. Uma exibição descolorida, onde a inspiração esteve longe do estádio do Bessa.

A primeira parte, muito pobre apenas 2 situações de perigo, ambas protagonizadas por Fary, mas não conseguiu concretizar da melhor forma.
Para a segunda parte, Mário Silva fez entrar Leandro para o lugar de Emerson, jogando assim com 2 avançados. Bem cedo apareceram boas combinações entre Fary e Leandro, que dão boas indicações para uma futura dupla de avançados a utilizar. O ascendente que estava a ser evidenciado na 2ª parte, materializou-se com o golo de Paulo Campos, que num cruzamento muito chegado a baliza viu a sua bola ser desviada para golo, pelo defesa do Operário.
A equipa estava mais ofensiva e procurava o golo da tranquilidade, quando Paulo Campos arrancou um penalty e, consequente expulsão por acumulação, do defesa do Operário. Na conversão Hélio, bateu o guarda-redes visitante.
O Boavista via-se a ganhar por 2-0, jogando em vantagem numérica contra uma equipa muito macia, mas ao contrário do espectável, o Boavista voltou ao 4-3-3 e ao ritmo da 1ª parte. Com alguns jogadores em claro sob rendimento, mais uma vez tardaram as 2 substituições finais. O 3-0 por Leandro que consegue intrometer-se entre o defesa e o guarda-redes visitante, após cruzamento de Dedé.
Uma vitória justa, mas que deixa a nu muitas indefinições existentes na equipa axadrezada.

Jogaram: Hugo Magalhães, Paulo Campos (c), Filipe Babo, Hélio, Machado, Ermeson (Leandro), Joel, Kadinha, Renato Queirós (Wilsinho), Pedrinho (Dedé), e Fary.


Próxima jornada é para Vencer !!!

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

domingo, 2 de outubro de 2011

Sp. Espinho 2-0 Boavista

 
 
  
Esta tarde o Boavista deslocou-se a Espinho, sofrendo a sua primeira derrota da época 2011/2012. Os adeptos boavisteiros deslocaram-se em grande número, nesta autêntica tarde de Verão.

O Boavista apresentou praticamente com a mesma equipa que defrontou o Gondomar a meio da semana, entrando apenas Pedrinho para o lugar de Cláudio.

A primeira parte o Boavista foi superior, teve momentos em que conseguiu trocar a bola pelos seus jogadores, mas não tinham o melhor discernimento na altura do remate e no último passe.  Muitos cantos ganhos. Apenas um lance de perigo, após um remate aparentemente inofensivo de Joel, o guarda-redes do Espinho largou a bola mas Leandro permitiu a defesa.

Na segunda parte, o Boavista aos poucos foi perdendo fulgor, onde Renato Queirós apresentava-se muito desgastado. Dedé teve algumas incursões interessantes na esquerda mas, pouco tempo depois deu o lugar a Fary. O Boavista viria a sofrer 1º golo através de um lance de infelicidade do guarda-redes boavisteiro, mas o Espinho já rondava várias vezes o reduto axadrezado, onde o meio campo concedia muitos espaços.

Os sucessivos jogos, demonstraram aos poucos algum cansaço da equipa, sendo na zona fulcral “meio campo” a mais evidente, as substituições infelizes e muito tardias, tendo a 3ª substituição sido feita aos 90m !!!, quando o Espinho já algum tempo jogava com 10 jogadores.

Já nos descontos o Espinho chegaria ao 2-0 através de uma grande penalidade, cometida por Nelson que tinha sido a 3ª substituição e que jogava a 10 !!!. Na segunda parte apenas 1 remate a baliza do Espinho digna de registo por Kadinha já nos descontos, num livre directo e já com o resultado 2-0 atirou ao poste.

Nada a apontar ao profissionalismo dos nossos jogadores que foram dignos, apenas falhou o discernimento e, faltou a ajuda nos momentos certos da pessoa que os comanda.
Jogaram: Hugo Magalhães, Paulo Campos (c), Filipe Babo (Nelson), Hélio, Machado, Joel, Kadinha, Renato Queirós (Cláudio Sanches),Pedrinho, Dedé (Fary) e Leandro.


Boavista até Morrer...