domingo, 31 de outubro de 2010

Anadia 0-4 Boavista


Esta tarde o Boavista venceu e convenceu na deslocação a Anadia.
A equipa boavisteira entrou no jogo muito pressionante, não deixando a equipa adversária pensar o jogo. O Boavista manteve a táctica apresentada no último jogo 3 centrais, com 2 laterais bastantes ofensivos.
O 1º golo acontece ainda antes dos 10 minutos de jogo, por intermédio de Hélio na recarga após remate de Rui Dolores. Só dava Boavista, criava oportunidades de golo e anulava todas as intenções do Anadia em chegar a área boavisteira.
Aos 20 minutos o Boavista chegava ao 2-0, novamente por Hélio na sequência de pontapé de canto. A equipa do Anadia estava apática e surpreendida com a entrada forte da equipa do Bessa. O 3-0 surgia ainda antes da meia hora por Mário Loja aproveitando uma oferta da defesa do Anadia na pequena área.
O Anadia apenas nos últimos cinco minutos acercou-se da grande área boavisteira, criando alguma fricção nas bolas paradas, aproveitando o vento a favor. O Boavista chegava ao intervalo a ganhar por 3-0, mas além dos golos teve mais oportunidades e melhor fio de jogo. Finalmente uma 1ª parte à Boavista.
Na segunda parte adivinhava-se uma reacção da equipa do Anadia tendo em conta os últimos minutos da primeira parte, mas isso não se veio a verificar. O Boavista continuava a dominar e controlar o jogo a seu belo prazer.
Para a 2ª parte fica o 4-0 por Hélio a meias com o Mário Loja, após cobrança de um livre de Ribeiro. A única defesa do guarda-redes Boavisteiro surgiu após um corte defeituoso de Diogo Leite que obrigou a Golas a voar para evitar o 4-1.
Uma vitória contundente aliada a uma grande exibição. Com esta atitude os jogadores demonstraram que poderão lutar para outras posições neste campeonato. Não entremos em euforias, mas certo é que não nos lembramos de uma vitória fora por estes números e com esta diferença demonstrada no campo entre as duas equipas.
Parabéns a todos os Jogadores!!!!!! 

sábado, 30 de outubro de 2010

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINARIA

Ontem os Boavisteiros foram convocados para ratificar ou não a decisão da assembleia anterior, que votou a destituição da direcção do BFC e da criação de uma comissão administrativa, liderada pela pessoa Dr. Eduardo Matos.

Foi significativa a presença dos sócios boavisteiros para esta assembleia, que iniciou com a explicação do ocorrido e decidido na assembleia anterior onde não estiveram a maioria dos sócios presentes e da posição de cada um dos pretendentes (Dr. Alvaro Braga Junior – Presidente da direcção BFC e Dr. Eduardo Matos – Rosto da comissão administrativa).



Existiu um momento de tensão com a intervenção de alguns sócios, que originou a desistência de alguns votantes. Requereu-se a suspensão das intervenções dos sócios e a passagem imediata para a votação.


Iniciava-se assim a votação, após a contagem dos votos dos associados (498 votos) o resultado dava como nula, a decisão tomada na Assembleia de Agosto.
Eduardo Matos – 240
Alvaro Braga JR – 255
Nulo/Branco – 3

De realçar que assembleia decorreu sem nenhum incidente, apesar do fervoroso dos associados em mais este momento que poderá ser decisivo na vida do clube.

Esperemos que passado este impasse, unidos encontrarem-mos as melhores decisões para a manutenção do nosso grande Boavista.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

6ª Jornada (31-10-2010)

Anadia FC vs Boavista FC
Estádio Municipal
Engº Sílvio Henriques Cerveira - 15 horas

domingo, 24 de outubro de 2010

Boavista 1-0 Tourizense




No passado sábado o Boavista levou de vencida o Tourizense num jogo muito pobre da formação boavisteira.
O Boavista apresentou-se mais uma vez com muitas alterações em relação ao último onze, o treinador mais uma vez testou uma nova táctica (continua a procura do modelo de jogo).
Na primeira parte o Boavista só criou uma única oportunidade de golo, as melhores oportunidades foram do Tourizense, que envio uma bola ao poste e uma a barra.
Na segunda parte o Boavista foi mais afoito, criando várias oportunidades. O Boavista passava a dominar o jogo e o golo surgiu por intermédio de Béré através da conversão de uma grande penalidade.
O Boavista conseguiu assim a sua primeira vitória, mesmo tendo sido bastante feliz após a péssima exibição na primeira parte. Esperemos que esta vitória traga a confiança necessária para uma boa campanha no campeonato da 2ª divisão.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

domingo, 10 de outubro de 2010

Tondela 1-0 Boavista

ROUBO DE IGREJA
Hoje o Boavista foi “roubado” no terreno do Tondela, perdeu o jogo e dois jogadores para o próximo encontro.

 
 
 
 
 
 
 
 


Numa primeira parte muito fraca, onde apenas por bola parada o Tondela chegava a baliza axadrezada. O Boavista com muitas alterações em relação ao último encontro.
A equipa de arbitragem na primeira parte permitiu entradas duras fora de tempo, sem que punisse os jogadores da casa. Tentava empurrar o Boavista para o seu reduto com faltas e cantos tirados da cartola. O empate ao intervalo era um resultado justo face a péssima primeira parte da equipa boavisteira.

A segunda parte foi mais do mesmo, o Tondela mostrava que não tinha equipa para ganhar o jogo e o Boavista tardava em aparecer.
Apareceu em definitivo a equipa que iria decidir o jogo (arbitragem). 
Na sequência de um canto “inventado”, apenas um de muitos, surgia o golo do Tondela. O Boavista tentou reagir mas sem capacidade para o fazer. Mas o árbitro com medo da reacção do Boavista, achou por bem expulsar um jogador do Boavista após corte limpo a meio do campo, por acumulação.
Ora se o Boavista até aqui, não criou uma única oportunidade de golo em cerca de 1 hora de jogo, por culpa não exclusiva do árbitro mas pela inércia da equipa técnica (não consigo perceber as alterações) se é por castigo disciplinar deveria ter arranjado e preparado a equipa de outra forma.
Mesmo assim os jogadores dentro das suas limitações procuravam chegar a área do Tondela, mas o árbitro ainda não estava satisfeito. Um ataque do Boavista foi oportunamente interrompido com falta a favor do Boavista, para expulsar mais um jogador por efectuar uma falta novamente no centro do terreno que o arbitro nesse caso deu a lei da vantagem.
Mesmo com 9 o Boavista não deixou de procurar o empate, mas os jogadores mostravam bastante desgastados, também devido ao batatal.

Um jogo muito pobre por parte do Boavista que ainda não mostrou consistência durante os 90 minutos. Estas alterações tácticas e de jogadores em nada beneficiam a qualidade de jogo que tem de apresentar.

Queiram apontar o nome desta equipa de arbitragem (Árbitro Jorge Tavares) [AF Aveiro], para que possamos recebe-los da melhor forma, caso venham apitar um jogo ao Estádio do Bessa.

Vídeos deste jogo:

Resultados da 4ª Jornada (10-10-2010)

Eléctrico 0-1 UD Serra
Esmoriz  0-1 Padroense
Pampilhosa 0-0 Gondomar
FC Cersarense 1-1 Coimbrões
Sp. Espinho 0-1 Sertanense
A. Lordelo 1-0 Sp. Pombal
Tondela 1-0 Boavista
Tourizense 2-0 Anadia

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

domingo, 3 de outubro de 2010

Boavista 1-1 Aliados Lordelo

No passado sábado o BOAVISTA empatou a uma bola com o Aliados de Lordelo.
Um jogo que teve duas partes distintas, sendo a primeira parte monótona e a segunda cheia de emoções.


O Boavista tal como acontecerá na semana passada com o Espinho, controlava o jogo mas com uma circulação de bola lenta e previsível, não criava nenhum perigo a baliza adversária. Uma primeira parte muito pobre, com apenas registo para uma ocasião de golo que o Aliados não concretizou graças a mancha efectuada pelo estreante guarda-redes boavisteiro Vítor Golas. De registar ainda antes do intervalo um jogador do Aliados foi expulso, após entrada perigosa no entender do árbitro merecedora do cartão vermelho.
Na segunda parte o Boavista apresentava-se com outra atitude, agora com superioridade numérica, mas seria o Aliados a chegar ao golo, mais uma vez caricato. Num lance disputado a entrada da área axadrezada, resulta um corte do defesa em direcção do guarda-redes da casa, este agarra a bola para iniciar um contra-ataque, quando houve o apito do árbitro a indicar falta por atraso deliberado. O resultado do livre dentro da área foi o golo do Aliados.
O Boavista que no inicio da segunda parte estava a jogar num claro 4-2-4, com as entradas de Nuninho e Ruizinho. Estes dois jogadores trouxeram velocidade a equipa com claro destaque para Ruizinho, criavam várias situações de golo que eram desaproveitadas pelos avançados boavisteiros (Beré e Paulo Campos).
Pelo meio do assédio constante a baliza do Aliados, Hélio foi expulso por acumulação de amarelos ao fazer-se ao penalty.
A entrada de Rui Lopes a meio da segunda parte, trouxe capacidade de remate fora da área e passe longo que até ai não se tinha verificado.
Já nos descontos 4 minutos? (após 1 expulsão, 5 substituições e varias situações de anti-jogo) o Boavista chegaria ao empate por intermédio de Beré na concretização de uma grande penalidade a castigar mão dentro da área por parte da defesa do Aliados.

Um ponto que soube a pouco, após produção ofensiva da 2ª parte e também pelo modo como foi sofrido o golo. Esperemos melhor sorte na próxima deslocação fora “Tondela”.

Vídeos deste jogo:
http://www.youtube.com/watch?v=kemoElnM7tQ
http://www.youtube.com/watch?v=BKpiSpwzaMw